bwin

Siga nossas redes

Economia

Haddad: quem é o ministro da Fazenda do governo Lula

Ex-ministro da Educação e ex-prefeito de SP, o paulistano é considerado um dos principais aliados de Lula.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 4 minutos

  • Telegram
  • Flipboard
  • Google News

O petista Fernando Haddad, de 59 anos, foi anunciado na manhã desta sexta-feira (9) como ministro da Fazenda do governo do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Ele deve assumir o cargo em janeiro, com a missão de viabilizar gastos sociais e sob o olhar vigilante do mercado, que cobra responsabilidade fiscal e estabilidade econômica.

Ex-ministro da Educação e ex-prefeito de São Paulo, Haddad sempre foi visto como um petista diferenciado dentro do próprio partido. Com extensa trajetória acadêmica, fala contida e ar de intelectual, ele ficou conhecido como “o mais tucano dos petistas” entre os aliados.

28/11/2022 REUTERS/Adriano Machado

O paulistano é formado em direito e mestre em Economia pela Universidade de São Paulo. Ele também possui doutorado em filosofia pela mesma instituição. Advogado e político, ele também é professor de ciência política. Autodeclarado marxista, ele é adepto da Escola de Frankfurt.

As primeiras especulações de que ele assumiria o cargo no novo mandato gerou apreensão ao mercado financeiro, que é mais pragmático e prefere um perfil técnico, já que Haddad não possui uma carreira de economista. Os analistas alegam que sua formação é mais teórica.

Trajetória política

Ministro da Educação de 2005 a 2012, nos governos Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, onde criou o Prouni, programa que concede bolsas de estudo integrais e parciais de 50% em instituições privadas de educação superior, que permitiu a formação de estudantes das classes sociais mais pobres do país.

Haddad também foi prefeito da cidade de São Paulo, de 2013 a 2016, e ficou conhecido por implantar políticas transparentes como a criação da Controladoria do Município e renegociar dívidas do município com a União.

No entanto, ele enfrentou dificuldades e falta de apoio dentro do próprio partido e aliados na Câmara Municipal que não receberam os cargos políticos que pleiteavam no governo do petista. Ele perdeu a disputa à reeleição no primeiro turno para o João Doria (PSDB).

Em 2018, substituiu o ex-presidente Lula na disputa ao Planalto, período em que o petista estava preso após ser condenado na operação Lava Jato. Haddad perdeu a eleição para Jair Bolsonaro (PL), eleito com 55,1% dos votos válidos contra 44,9% do petista. Desde então, ele é visto como um dos maiores aliados de Lula.

Segundo aliados petistas ouvidos pelo Investnews, Lula teria uma espécie de “dívida moral” com Haddad por ele ter aceitado disputar as eleições presidenciais, mesmo contra a sua vontade, quando o ex-presidente estava preso. E, por esse motivo o presidente eleito teria nomeado Fernando Haddad para a Fazenda, um dos ministérios mais críticos, após o ex-prefeito de São Paulo sinalizar que queria um desafio ministerial.

Fernando Haddad
Fernando Haddad (Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil?

Biografia Haddad

Filho de imigrante libanês que veio tentar a vida no Brasil como comerciante do setor têxtil, Haddad nasceu em São Paulo e passou a infância no Planalto Paulista, na Zona Sul da capital paulista.

Aos 18 anos, em 1981, Haddad iniciou a graduação na Faculdade de Direito do Largo São Francisco, da Universidade de São Paulo (USP).

Sete anos depois, ele casou-se com a dentista Ana Estela Haddad, com quem teve dois filhos: Frederico e Ana Carolina. 

Ele chegou a trabalhar como analista de investimentos do Unibanco, entre 2001 e 2003, e Subsecretário de Finanças e Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de São Paulo, da gestão Marta Suplicy (PT).

Haddad também integrou o Ministério do Planejamento do Governo Lula durante a gestão de Guido Mantega (2003/2004), quando elaborou o projeto de lei que instituiu as parcerias público-privadas (PPPs) no Brasil.

Lula e Haddad saúdam apoiadores após vitória eleitoral em 30 de outubro 30/10/ 2022 Mariana Greif/Reuters

Veja também

Boletim bwinBoletim bwin
ANÚNCIO PATROCINADOConfira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Hidrogênio Verde
bwin Mapa do site