bwin

Siga nossas redes

Finanças

ETF de bitcoin da BlackRock é 1º a atingir US$ 1 bilhão em ativos

Segundo dados do JPMorgan, o fundo de bitcoin à vista da gestora foi o primeiro a atingir o marco entre um lote de ETFs recém-lançados que acompanham os preços da moeda digital.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 2 minutos

  • Telegram
  • Flipboard
  • Google News

O fundo de bitcoin à vista negociado em bolsa (ETF) da BlackRock atingiu 1 bilhão de dólares em ativos nos primeiros quatro dias de negociação, o primeiro a atingir o marco entre um lote de ETFs recém-lançados que acompanham os preços da moeda digital, segundo dados do JPMorgan.

A Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) aprovou na semana passada quase uma dúzia de ETFs que acompanham a maior criptomoeda do mundo, após anos de resistência regulatória.

Desde o lançamento desses ETFs, BlackRock e Fidelity têm puxado a maior parte dos fluxos de entrada de recursos, já que taxas mais baixas e reconhecimento do nome das instituições parecem ser fatores-chave para atrair investidores até o momento.

BlackRock
Edifício da BlackRock, em Nova York (EUA) 16/07/2018 REUTERS/Lucas Jackson

OiShares Bitcoin ETF da BlackRock acumulou 1,07 bilhão de dólares em ativos sob gestão em 17 de janeiro, seguido por 874,6 milhões pelo Fidelity Wise Origin Bitcoin ETF, de acordo com os dados do JPMorgan.

Os nove ETFs recém-lançados atraíram 2,90 bilhões de dólares em fluxos de investimento nos primeiros quatro dias de negociação.

Enquanto isso, Grayscale Bitcoin Trust, que foi convertido de um fundo fechado em um ETF, cobra a taxa mais alta em comparação com os ETFs recém-lançados e registrou saídas de 1,62 bilhão de dólares nos primeiros quatro dias.

Veja também

Boletim bwinBoletim bwin
ANÚNCIO PATROCINADOConfira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Hidrogênio Verde
bwin Mapa do site